09 abr 2017 | 21:40:32

EUA: em nova cocheira, Juno readquire padrão e entra terceiro em G2 a apenas 3/4 de corpo

Crioula do Stud Chesapeake deu "fila" no Royal Heroine Stakes (gr.II), em Santa Anita Park


Hillhouse High bate Juno (por dentro) por apenas 3/4 de corpo

Imagem: Santa Anita Park

Ontem (8), em Santa Anita Park, na Califórnia, éguas de 4 e mais anos competiram no Royal Heroine Stakes (gr.II), em 1.600m na pista de grama, com US$ 200 mil de bolsa. Em ótima corrida, sendo a primeira sob os cuidados de Neil Drysdale, a brasileira Juno (por Setembro Chove, de criação do Stud Chesapeake e propriedade de Team Valor Stables) terminou em terceiro, a apenas 3/4 de corpo da ganhadora Hillhouse High, 6 anos, filha de Exchange Rate e Pleasant Laughter (Coronado's Quest), de criação de criação de Runnymede Farm Inc. e propriedade de Golden Eagle Farm.

Pela linha um, Juno tomou a ponta logo após a largada. Com Kent Desormeaux "up", a brasileira emplacou parciais de 22.56 e 45.67, ao passo que Hillhouse High lhe acompanhava, em segundo. Na reta final, Hillhouse High atacou Juno, que ainda conseguiu resistir por cerca de 200 metros. Nos 150 finais, porém, Hillhouse High definiu-se em primeiro, abrindo margem rumo ao disco. 

No espelho, Hillhouse High trazia 3/4 de corpo de vantagem sobre a ganhadora de G2 (e escoltante de Songbird no Santa Anita Oaks (gr.I) do ano passado) Mokat, que tomou a formação da dupla de Junho por diferença mínima. 

A vencedora do Del Mar Oaks (gr.I) do ano passado, Harmonize (Scat Daddy), foi a quarta, enquanto que a argentina Pretty Girl (Harlan's Holiday), que pertence ao Stud Rio Dois Irmãos e é treinada por Paulo Henrique Lobo, completou o marcador.

Hillhouse High conta com o preparo de Richard Batlas, tendo sido sua condução respondida por Corey Nakatani. Essa foi sua primeira vitória fora da chamada comum, com os relógios acusando 1:33.61. 

Mais notícias

Mapa Mundi não dá susto na Prova Especial Troyanos

Defensor do Stud Xeque Mate venceu aos esbarros, na última reunião do ano, no turfe brasileiro.

De olho em recorde, Baffert ruma, mais forte do que nunca, para o Kentucky Derby (G1)

Nadal sobrarem nos desdobramentos do Arkansas Derby (G1), em Oaklawn Park. Além deles, mantém guardado, às 7 chaves, na Califórnia, Authentic.

Turfe nacional: os calendários clássicos para 2020

Confira as chamadas clássicas de Cidade Jardim, Cristal, Gávea e Tarumã para o ano que vem.