06 jul 2019 | 20:21:20

História da Arte brilha no GP Barão de Piracicaba (gr.I)

Invicta, corredora do Stud Magia candidatou-se à tríplice coroa de éguas.

Michael Silva comemora a vitória de História da Arte.

Imagem: Marília Lemos

Principal embate deste sábado (6), no Jockey Club de São Paulo, o Grande Prêmio Barão de Piracicaba (gr.I), em 1.600m na pista de grama (pesada), para potrancas de 3 anos, deu início à tríplice coroa de éguas. Em vitória firme e fácil, brilhou História da Arte, filha de Hinton Wells e Erotic Like (Ghadeer), de criação e propriedade do Stud Magia.

Estreando em Cidade Jardim, Art Dollar (até então invicta e trazendo invencibilidade de Curitiba) foi quem tomou a iniciativa da prova, em seus primeiros lances. Antes mesmo do giro da curva, porém, Michael Silva pediu por História da Arte, que assumiu a vanguarda. Recolhida, Art Dollar passou a correr no segundo posto.

Na reta de chegada, logo se percebeu que Art Dollar não mais levava perigo às pretensões de História da Arte. Das demais competidoras, Namasse, que atropelava rente aos paus, era a única que representava algum risco para a ponteira. Quando recebeu a partida de seu jóquei, na altura dos 200 finais, contudo, História da Arte liquidou a fatura, em seu favor.

Num êxito bastante expressivo, derrotou Namasse por 2 corpos e ½. Sassy Race ficou com a terceira colocação, finalizando Olympic Juliet e Art Dollar nas posições subsequentes.

A seguir, Best Magee e Thara.

Treinada por Eduardo Garcia, História da Arte manteve sua invencibilidade, que agora alcança a marca de 3 corridas. Vencedora, na estreia, da Prova Especial Joaquim da Cunha Bueno e, em seguida, do Clássico Emerald Hill (L), percorreu a milha no tempo de 1:37.33, com finais de 25.39 e 12.95.

Mais notícias

Mercado: milionárias, Songbird, Tepin e Stellar Wind roubam a cena no Kentucky

Primeira geração de American Pharoah também chamou atenção nos leilões da “capital do cavalo”.

Ler na íntegra

Abel Tasman atropela com sucesso no Kentucky Oaks (gr.I)

Netos de Cape Town e Forestry também brilharam em outros pontos altos da programação em Churchill Downs

Ler na íntegra

Black Cello expande possibilidades da fantástica Quanto Carina

Após estreia auspiciosa na Gávea, potro do Stud B L surge como candidato a ratificar a condição de Quanto Carina como uma das melhores matrizes da criação brasileira, em todos os tempos.

Ler na íntegra