02 abr 2018 | 21:22:01

Maroñas: Fitzgerald brilha em solo uruguaio

Crioulo do Haras Santa Maria de Araras dominou o Clásico Otoño (L).


Fitzgerald venceu com autoridade.

Imagem: Maroñas Entertainment

Um dos destaques da programação deste domingo (1º), no Hipódromo de Maroñas, o Clásico Otoño (L), em 1.600m na pista de areia, para produtos de 3 e mais anos, revelou vitória do brasileiro Fitzgerald, 3 anos, filho de Put It Back e Via Jet (Wild Event), de criação do Haras Santa Maria de Araras e propriedade do Stud La Fe.

Em que pese o esforço inicial do também brasileiro Bagé In Concert (Silver Train), Fitzgerald fez questão da ponta na cabeceira da curva. Abordando a reta final com grande margem à frente dos oponentes, Fitzgerald manteve, com facilidade, o posto principal. Com Luis Cáceres “up”, bateu Descocado (Demostrado) por 3 corpos. Outro crioulo da seção brasileira do Araras, Dare To Be There (Wild Event) finalizou em quinto.

Treinado por Jorge Firpo, Fitzgerald obteve a quarta vitória em 8 saídas. Tempo de 1:35.45.

Filho do reprodutor Salto (Pivotal), pertencente a condomínio de criadores brasileiros e se encontrando alojado no Paraná, Duro de Matar – produzido pela matriz Justyflow (Royal Academy) – de criação de Calamar y Cía e propriedade de Tata Martín, venceu o Clásico Haras Del Uruguay – Potrillos, em 1.300m na areia, para produtos de 2 anos.

Um dos destaques da geração 2015 no Uruguai, Duro de Matar, sob condução de Waldemar Maciel, derrotou Hot Dogs (A Little Warm) por 2 corpos e ½. Em terceiro, o brasileiro Supino (Agnes Gold), criação da Fazenda e Haras Calunga e propriedade do Stud Crespi.

Recebendo treinamento de Raúl Cardozo, Duro de Matar obteve a quarta vitória em 6 saídas, assinalando 1:17.24 para a distância.

Mais notícias

Argentina: On The Road, um Quick Road, vence o 2000 Guineas (gr.I)

Filho do semental brasileiro – já desaparecido – é de criação e propriedade do Haras La Providencia.

Criação: pai de Glória de Campeão, Impression morre no Paraná

Argentino do Haras Santarém estava prestes a completar 21 anos

Vino Rosso, a estrela mor da Breeders’ Cup 2019.

Alazão repetiu vitória do pai, Curlin, na Breeders’ Cup Classic (gr.I). Confira os demais resultados e replays do festival.