13 ago 2018 | 11:41:15

Maroñas: Holy Legal impressiona entre velocistas

Defensora do Haras Belmont não deu chance às adversárias no Clásico Rufino T. Dominguez (gr.III).

Holy Legal ocupa posição de destaque na velocidade uruguaia.

Imagem: ElTurf.com

Disputado no domingo (12), em Maroñas, o Clásico Rufino T. Dominguez (gr.III), em 1.200m na pista de areia, para fêmeas de 3 e mais anos, marcou triunfo esmagador da brasileira Holy Legal, 5 anos, filha de Holy Roman Emperor e Hora Legal (Minstrel Glory), de criação e propriedade do Haras Belmont Ltda.

Conduzida por Héctor Lazo, Holy Legal não deu qualquer chance às oponentes. Supersticiosa (Mogador), do Stud Hulk, formou a dupla a 10 corpos e ¾. Plata Quemada (Ecclesiastic) finalizou em terceiro. As brasileiras Zauber Glory (por Silver Train, de criação do Haras Ponta Porã) e Outra Double (por Quick Road, de criação Calunga e propriedade Stud Veni Vidi Vici) completaram, nessa ordem, o placar remunerado.

Treinada por Ricardo Bueno Colombo, Holy Legal passa a contar com 9 primeiros lugares em 21 saídas produzidas entre Brasil e Uruguai. Múltipla ganhadora clássica em ambos os países, percorreu a distância na marca de 1:08.72.

Mais notícias

Porto Alegre: Barishnikov vence o GP Estado do Rio Grande do Sul

Tordilho do Stud M.P.S. brilhou no Hipódromo do Cristal.

Ler na íntegra

Troféu Mossoró 2019: Candidatos ao prêmio de Melhor Garanhão Nacional

Votação (exclusiva para associados) até 30/7 às 17h pelo link https://abcpcc.com.br/votacao.

Ler na íntegra

Hipódromos anunciam medidas de apoio a profissionais

Jockey Club Brasileiro, Jockey Club do Paraná e Jockey Club do Rio Grande do Sul divulgaram comunicados anunciando a adoção de medidas para apoio de profissionais durante a pandemia do coronavirus. Cada qual à sua maneira, estendendo auxílio àqueles que ficam à mercê da realização das corridas para a obtenção de seu sustento. Necessário registrar que, infelizmente, o Jockey Club... [continua ]

Ler na íntegra