04 mar 2024 | 20:41:37

Maroñas: Lucca Love e Tupungato garantem vitórias clássicas para a criação brasileira

Animais criados no Brasil levaram de vencidos embates importantes, da jornada de domingo (3), no Uruguai.


Lucca Love venceu de ponta a ponta.

Imagem: Transmissão H.R.U.

Dentre as provas clássicas disputadas, no domingo (3), em Maroñas, duas delas foram vencidas por representantes da criação brasileira.

Lucca Love, 4 anos, filha de Drosselmeyer e Kleine Wunder (Johannesburg), de criação do Haras Santa Rita da Serra e propriedade do Haras Belmont, venceu, de ponta a ponta, o Clásico Ministerio de Economia Y Finanzas - DGC (G3), em 2.100m na raia de grama, para éguas de 3 e mais anos.

Muito bem dosada por Fernando Olivera (somente exigiu, de fato, sua conduzida, nos últimos 200 metros de prova), a corredora resistiu, com sucesso, aos avanços da favorita Demi Moore, uma Agnes Gold cujo retrospecto indica vitória em prova graduada, na Argentina. No disco, Lucca Love trazia 2 corpos e 1/2 de vantagem sobre Demi Moore.

Treinada por Ricardo Colombo, Lucca Love obteve a sua 5ª vitória em 15 corridas. Ela, que havia estreado, no Uruguai, no GP Ciudad de Montevideo (G1) de janeiro, cumpriu sua segunda saída, em Maroñas, e completou a distância na marca de 2:11.52.

Já no Clásico Guillermo Young (L), em 1.600m na raia de grama, para animais de 3 e mais anos, Tupungato, 4 anos, filho de Forestry e Tina Diaba (Christine's Outlaw), de criação do Haras Dilema e propriedade do Stud Tata Juan, que já detinha o título de melhor milheiro, na areia, do turfe uruguaio, agora revelou-se na raia de grama. 

Sempre pela baliza um, Tupungato arrematou, na hora da verdade, deixando seus oponentes para trás. Ta-Valente (Gibraltar Point), de criação do Haras San Francesco e propriedade do Haras Taquary, formou a dupla, a 2 corpos e 3/4. Blanc de Noirs (Agnes Gold), de criação do Stud Eternamente Rio/Haras Nijú e propriedade da Coudelaria Esmeralda, foi o quinto. 

Recebendo condução de Pablo Rodríguez e treinamento de Pablo Gonzales, Tupungato conquistou sua 10ª vitória em 15 saídas. Tempo de 1:35.73.

Mais notícias

Opção Certa carimba passaporte para o “Brasil das Éguas”

Defensora do Stud Verde venceu o GP José Carlos Fragoso Pires (G2).

Mensagem do Presidente: Jockey Club Brasileiro, recordista em matéria de desrespeito

Quando se pensa que o ano de 2020 já foi suficiente para tantos absurdos praticados em nome do Jockey Club Brasileiro, vem à percepção do contrário: sempre há o que piorar e registrar o presente, não bastassem todos os pesares, com pecha de lamentável, nos anais do turfe carioca. Após o cancelamento de programas já formados na véspera das corridas,... [continua ]

Cherry Dollar conquista batismo clássico na 1000ª vitória de Léo Reis

Filha do nacional Billion Dollar, pertencente ao Haras Alves Teixeira, brilhou no GP Adhemar e Roberto Gabizo de Faria (G3), rendendo ao treinador Leonardo José Reis sua vitória de número 1000.