28 ago 2018 | 10:34:46

Mercado: Pateo do Batel é exportada para a Nova Zelândia

Crioula de Roberto Belina leva no curriculum vitória no Grande Prêmio OSAF (gr.I).

Pateo do Batel deverá ser coberta por Golden Horn.

Imagem: Porfírio Menezes/Divulgação JCSP

Investidores da Nova Zelândia adquiriram a brasileira Pateo do Batel, 5 anos, filha de Shirocco e Kuesta Ragazza (Hibernian Rhapsody). Criada por Roberto Belina, a corredora teve, recentemente, encerrada a campanha, seguindo para o exterior diretamente na condição de reprodutora.

Segundo informação de Mário Marquez, da agência TBS, que intermediou a negociação, Pateo do Batel deverá embarcar, no início de setembro, para a Inglaterra. Tende a ser, então, padreada por Golden Horn (Cape Cross), o ganhador do Prix l’Arc de Triomphe (gr.I) e do Epsom Derby (gr.I), cuja geração de estreia debutará nas pistas internacionais em 2019. De lá, seguirá viagem rumo à Nova Zelândia.

Em 14 saídas desenvolvidas entre Curitiba, Rio de Janeiro e São Paulo, Pateo do Batel obteve 2 primeiros lugares. O mais importantes deles, alcançado no Grande Prêmio OSAF (gr.I) de 2017, na capital paulista.

Mais notícias

Juvenal Machado da Silva recupera-se com sucesso

Vítima de acidente automobilístico, bridão alagoano encontra-se na iminência de deixar a UTI.

Ler na íntegra

Bem-estar animal: a nova Instrução Normativa do MAPA e seus reflexos no mundo turfístico

Nova seção do website da ABCPCC tratará da pauta do bem-estar animal, sob a perspectiva da indústria do turfe. Na primeira publicação, questões relacionadas à proposta de Instrução Normativa do MAPA e suas implicações no cotidiano das corridas.

Ler na íntegra

Black Cello resiste a Next Kowboy na Prova Especial Hernani Azevedo Silva

Velocista pertence ao Stud B L.

Ler na íntegra