28 ago 2018 | 10:34:46

Mercado: Pateo do Batel é exportada para a Nova Zelândia

Crioula de Roberto Belina leva no curriculum vitória no Grande Prêmio OSAF (gr.I).


Pateo do Batel deverá ser coberta por Golden Horn.

Imagem: Porfírio Menezes/Divulgação JCSP

Investidores da Nova Zelândia adquiriram a brasileira Pateo do Batel, 5 anos, filha de Shirocco e Kuesta Ragazza (Hibernian Rhapsody). Criada por Roberto Belina, a corredora teve, recentemente, encerrada a campanha, seguindo para o exterior diretamente na condição de reprodutora.

Segundo informação de Mário Marquez, da agência TBS, que intermediou a negociação, Pateo do Batel deverá embarcar, no início de setembro, para a Inglaterra. Tende a ser, então, padreada por Golden Horn (Cape Cross), o ganhador do Prix l’Arc de Triomphe (gr.I) e do Epsom Derby (gr.I), cuja geração de estreia debutará nas pistas internacionais em 2019. De lá, seguirá viagem rumo à Nova Zelândia.

Em 14 saídas desenvolvidas entre Curitiba, Rio de Janeiro e São Paulo, Pateo do Batel obteve 2 primeiros lugares. O mais importantes deles, alcançado no Grande Prêmio OSAF (gr.I) de 2017, na capital paulista.

Mais notícias

Trio brasileiro busca sétima vitória, da criação nacional, no GP Carlos Pellegrini

Agassi, George Washington e Não Da Mais alinharão na prova máxima do turfe argentino.

Slam of Cat surpreende na Prova Especial Humberto Malzoni Scarano

Defensor do Stud Nova República prevaleceu, no melhor páreo do dia, em Cidade Jardim.

Copa dos Criadores: primeira parcela do added deverá ser paga na sexta-feira (12/6)

Festival será realizado no próximo dia 27 de junho, em Cidade Jardim. Primeira parcela do added deverá ser paga na próxima sexta-feira (12/6)