26 mar 2019 | 08:08:55

No sábado, franceses apostarão, pela primeira vez, nas corridas da Gávea.

Nove datas marcam o primeiro calendário de apostas, na grade de transmissões francesa.

Conforme noticiado pelo Jockey Club Brasileiro, em seu website, no próximo sábado (30/3) as corridas da Gávea serão distribuídas para a França, onde haverá captação de apostas sobre os páreos da programação carioca. Trata-se da primeira transmissão para a França, desde que que a PMU (Pari Mutuel Urbain) tornou-se operadora de apostas do Jockey Club Brasileiro, em outubro de 2015.

Segundo a matéria (disponível na íntegra aqui), há 9 datas programadas para a inserção das corridas da Gávea na grade de apostas francesa: 30 de março, 20 de abril, 27 de abril, 4 de maio, 28 de setembro, 5 de outubro, 19 de outubro, 23 de novembro e 21 de dezembro. À exceção das reuniões de outubro – nas quais haverá apostas em 7 provas, por reunião – as demais jornadas cariocas terão 6 de suas provas disponíveis, para apostas, no cardápio francês.

A expectativa de retorno financeiro, conforme a publicação, corresponde a um movimento de € 120 mil. Não há, contudo, informação quanto ao rendimento líquido a ser vertido para o Jockey Club Brasileiro. Ainda que se tratando de contratos e negociações distintas, no caso do Hipódromo de Monterrico, que teve suas corridas transmitidas para a França, com apostas, via PMU, pela primeira vez, em dezembro de 2017, o percentual líquido destinado à entidade peruana correspondia a 1,2% do movimento – o que resultou em US$ 24 mil, para os cofres de Monterrico, a partir de € 1,6 milhão apostados, pelos franceses, na primeira reunião (aqui, a matéria publicada no website do Hipódromo de Monterrico).

Há pouco mais de um ano, o Jockey Club Brasileiro vivenciou experiência semelhante, em relação ao mercado norte-americano. Nos dias 15 e 16 de janeiro de 2018, pela primeira vez, houve captação de apostas, em Gulfstream Park, sobre 4 páreos – por reunião – das respectivas jornadas do Hipódromo da Gávea. A média de apostas por páreo, no primeiro fim de semana, foi de US$ 14,6 mil. Desde então, vem ocorrendo a distribuição de imagens, das corridas cariocas, tanto para Gulfstream Park quanto para Laurel Park.

Mais notícias

Hong Kong: em atropelada irresistível, Cash do Jaguarete vence a primeira no exterior

Crioulo do Stud Jaguarete, que hoje atua sob o nome de Harmony Victory, venceu um class 2 com bolsa de US$ 249 mil, em Sha Tin.

Ler na íntegra

Longines World’s Best Racehorse Ranking: Winx e Cracksman empatados no 1º lugar

Ranking organizado pela Federação Internacional de Autoridades Hípicas (IFHA) elenca os maiores ratings da temporada.

Ler na íntegra

Rainha Pioneira comanda trifeta brasileira no GP Maroñas (URU-G2)

Velocista do Haras Belmont conquistou sua mais importante vitória.

Ler na íntegra