05 jun 2021 | 11:58:27

Nota de falecimento: Marcos Ferreira


Marcos Ferreira

Imagem: Arquivo Pessoal

Num ambiente de tão acirrada competição, tal qual o mundo do turfe, são raras as unanimidades: pessoas capazes de despertar a empatia, carinho e admiração de diferentes tipos e personalidades.

Marcos Ferreira ocupou esse rol tão raro e tão seletivo.

O passamento do treinador foi confirmado neste sábado. Trata-se de notícia que abala gente de todo o país, que aprendeu a querer bem e admirar o profissional, por onde quer que ele passasse.

Tendo enveredado à carreira de treinador após ingressar no mundo turfe enquanto aprendiz de jóquei, no Hipódromo da Gávea, Marquinhos – como era, carinhosa e popularmente chamado – sagrou-se bem-sucedido e exitoso na carreira que escolheu para dar tom à sua vida.

Mais do que isso: enfrentando, diariamente, as adversidades e desafios que competem ao treinador de cavalos de corrida, foi vencedor, inclusive, do lado de fora das pistas. Após a tragédia no Vale do Cuiabá, no ano de 2011, quando uma enchente de inacreditáveis proporções, praticamente, destruiu o centro de treinamentos, Marquinhos teve a resiliência e a garra necessárias para recomeçar. Não apenas recomeçou: prosseguiu e vingou. Quatro anos depois, ele invadia a raia de Cidade Jardim para recepcionar seu pupilo Quinhão, então vencedor do Grande Prêmio São Paulo.

Quinhão, aliás, defendia a farda do Stud Blue Mountain, coudelaria que prestigiou Marquinhos durante toda a sua trajetória profissional. Pertencia ao mesmo Stud Blue Mountain, inclusive, Perla Fighter, vitoriosa na Copa ANPC Velocidade, no ano de 1997. Trata-se da primeira marca – e um dos maios importantes – de Marquinhos, no rol dos principais páreos.

New Export, do Stud Chico City II, foi outro corredor de extrema qualidade que recebeu, por sua vez, a qualidade profissional do treinador. Vencedor das duas primeiras provas da Tríplice Coroa (e exportado na iminência de conquistar o cobiçado título), no Rio de Janeiro, em 2005, o filho de Exile King talvez tenha sido o craque definitivo alojado nas cocheiras de Marquinhos. Com a farda de New Export, aliás, Marquinhos desenvolveu parceria de longa data. A coudelaria do inesquecível Chico Anysio esteve ligada aos serviços do treinador durante toda sua trajetória no turfe.

O ganhador do GP Major Suckow, Sol de Angra; o múltiplo ganhador clássico, Right Special; e os milheiros Tareco e Pacato Cidadão são outros nomes de destaque dentre os animais que passaram pelo seu treinamento.

A Diretoria da ABCPCC manifesta seus votos de luto e tristeza, pela perda de uma pessoa tão especial. Presta, aqui, a amigos e familiares, sua condolência.

Mais notícias

La Belle Olympique larga e acaba na PE Joaquim da Cunha Bueno

Defensora do Stud Alessio & Naela foi a melhor entre as potrancas inéditas.

Ler na íntegra

In Essence: reaparecimento de luxo na Prova Especial Hernani Azevedo Silva

Potranca do Haras Santa Maria de Araras não corria desde setembro do ano passado.

Ler na íntegra

Or Noir conquista resiste a Sammy no GP João Borges Filho (gr.II).

Corredor do Haras Doce Vale conquistou a primeira vitória clássica da campanha.

Ler na íntegra