Banner Haras Regina Topo
07 nov 2018 | 17:23:05

Tarumã: geração 2016 tem prêmios aumentados para R$ 6 mil.

Provas reservadas aos produtos de 2 anos passarão a constar na chamada de Curitiba a partir de dezembro.

Notabilizado por revelar, ano a ano, alguns dos destaques nacionais, dentre os corredores de 2 anos, o Jockey Club do Paraná irá elevar a premiação reservada aos competidores mais novos. Os páreos destinados à geração 2016 serão corridos sob um prêmio de R$ 6 mil para o primeiro colocado.

Conforme publicado no website do Jockey Club do Paraná, a decisão foi tomada na última reunião de diretoria. Os páreos para animais de 2 anos, que começarão a ser chamados, em Curitiba, a partir do próximo mês de dezembro, premiarão seus ganhadores com R$ 5 mil acrescidos de um bônus de R$ 1 mil.

“A nossa expectativa com o aumento da dotação é mantê-los aqui no Jockey. Aproximadamente 30% da nossa população equina é de potros de 2 anos, então esperamos mantê-los aqui e quem sabe no futuro, agregar a terceira reunião mensal”, declarou ao website da entidade, Paulo Roberto Fernandes, atual presidente da comissão de corridas.

Ainda de acordo com a publicação, a população atual da vila hípica do Hipódromo do Tarumã corresponde a 373 animais alojados no Jockey Club do Paraná, dos quais 115 correspondem a produtos da geração 2016.

Mais notícias

Fitzgerald impressiona em Maroñas e ruma ao GP Latinoamericano (gr.I)

Crioulo do Haras Santa Maria de Araras faturou o Clásico Manuel Quintela (gr.III) e assumiu vaga deixada por Ghandi Di Job no partidor do GP Longines Latinoamericano (gr.I). Também brasileiros Oggigiorno e Coldplay completaram a trifeta.

Ler na íntegra

Gato Arisco vence a Prova Especial Rafael de Barros Filho

Favorito dos apostadores, confirmou a boa estreia para os interesses do Stud Castellabate.

Ler na íntegra

Agora em Porto Alegre, Wild Vip volta a deixar os machos para trás

Vencedora da Milha, em Curitiba, potranca de Alencar Zolin repetiu a dose no GP Presidente da República (L), em Porto Alegre.

Ler na íntegra