Banner Haras Regina Topo
06 Jan 2018 | 20:11:01

Adaga do Rei estreia com sucesso em Cidade Jardim

Filha do norte-americano Trinniberg, pertencente ao Haras do Morro & Versiani não deu chance às adversárias na Prova Especial Eleutério Prado.

Adaga do Rei: estreia promissora

Imagem: Marília Lemos

Disputada neste sábado (6), em Cidade Jardim, a Prova Especial Eleutério Prado, em 1.000m na grama (pesada, com 7m de cerca móvel), para potrancas de 2 anos, teve em Adaga do Rei, filha de Trinniberg e Ke Segredo (Punk), de criação do Haras Ponta Porã e propriedade do Haras do Morro & Versiani, a sua ganhadora.

Na largada, Hora da Onça (Silent Times) mandou-se para a dianteira. Por fora, Shanghai Princess (Shanghai Bobby) apresentava-se na segunda colocação. Adaga do Rei, que não teve largada das melhores, recuperava-se em terceiro.

Sem que André Luis Silva precisasse exigir Adaga do Rei a fundo, a favorita ingressou, ao natural, na briga pela primeira colocação, na altura dos últimos 600 metros. Infiltrando-se entre Hora da Onça e Shanghai Princess, Adaga do Rei tomou conta do páreo na altura dos 400 finais. Dali em diante, na base de seus promissores recursos, esquivou-se das investidas de Shanghai Princess, que teve de se contentar com o segundo posto, a 1 corpo e ¾. Today And Tomorrow (por Put It Back, 3 e ¾), Hora da Onça (6 e ¼) e Honorável Bisca (por Siphon, 6 e ¼) deram números finais ao marcador.

Depois chegaram Sedução de Birigui e Never Land.

Treinada em Curitiba/PR por Delmar Lima Albres, Adaga do Rei assinalou, em sua estreia, marca de 56.65, com finais de 23.60 e 12.10, para o quilômetro, reafirmando a extrema precocidade da produção do norte-americano Trinniberg, vencedor da Breeders' Cup Sprint (gr.I) e lúcida importação (por uma temporada) do modelar Haras Ponta Porã, proprietário da mãe e da avó de Adaga do Rei.

Mais notícias

Nota de falecimento: Olavo Jerônimo

Olavo Jerônimo Imagem: Porfírio Menezes/Divulgação JCSP O turfe brasileiro perdeu, nesta quarta-feira (23), um dos mais antigos e vitoriosos nomes, de seu quadro de profissionais: Olavo Jerônimo. O falecimento do treinador foi noticiado pelo Jockey Club de São Paulo, por meio de seu website. Natural de Ressaquinha, Minas Gerais, Olavo iniciou nas cocheiras de Pedro Nickel, como segundo gerente. Passando... [continua ]

Ler na íntegra

Cancha reta: "repicado", Escudo Y Balla vence a "Penca do Boi" no Alegrete

Crioulo do Haras Niju havia competido - e vencido - em Carazinho há uma semana

Ler na íntegra

Cape Town morre aos 21 anos em São Paulo

O semental norte-americano Cape Town, que prestava seus serviços em Americana/SP, no Stud Red Rafa, morreu aos 21 anos. Cape Town havia encerrado sua oitava temporada de monta no Brasil.

Ler na íntegra