Banner Haras Regina Topo
04 Ago 2018 | 17:30:17

Lamartine vence e convence no GP João Adhemar de Almeida Prado (gr.I)

Filho de Shanghai Bobby, pertencente ao Stud Eternamente Rio, não deu chance aos adversários na Taça de Prata dos machos.

Carlos Lavor vibra com a vitória de Lamartine.

Imagem: Gérson Martins

Em vitória que impressionou pela autoridade com a qual foi obtida, Lamartine, filho de Shanghai Bobby e Dica (Ghadeer), de criação e propriedade do Stud Eternamente Rio, conquistou o Grande Prêmio João Adhemar de Almeida Prado – Taça de Prata (gr.I), disputado neste sábado (4), na Gávea, em meio às festividades da Copa dos Criadores 2018. A prova ofereceu mais de R$ 90 mil ao primeiro colocado.

Espontâneo, Garbo Talks (Put It Back) assumiu a ponta, após a largada. Olympic Ipswich (Shanghai Bobby) corria em segundo, com Mateiro (Redattore) acionando na terceira colocação. Pelos paus, Lamartine corria em quarto e Pimper’s Paradise (Put It Back) aparecia na quinta posição.

Na curva, Carlos Lavor começou a procurar por Lamartine, que, em, resposta, assumiu a terceira colocação e passou a acossar Olympic Ipswich na disputa pelo segundo posto. No ingresso à reta final, Valdinei Gil, o jóquei de Garbo Talks, olhou para trás, na busca pelos adversários.

Até a altura dos últimos 300 metros, Garbo Talks manteve-se intocável, na primeira posição, sem dar impressão, inclusive, de que perderia o páreo. Àquele ponto, porém, Lamartine, castigado por Lavor, desatou poderoso sprint final. Passando sem briga por Garbo Talks – cujo ritmo, naturalmente, diminuiu – fugiu para o vencedor. Taksim (Discreet Cat), que chegou a dar alguma fila no momento em que Lamartine ultrapassou Garbo Talks, teve seus avanços neutralizados e formou a dupla a 3 corpos e ½. Garbo Talks (4 e ½) finalizou em terceiro, ficando o complemento do placar a cargo de Pimper’s Paradise (7 e ¾) e Black Cello (por Put It Back, 8 corpos).

Depois: Inforcer, Olympic Ipswich, Rio Amazonas, Turnberry, Stylish e Mateiro.

Outra inscrição vitoriosa de Luis Esteves no festival, Lamartine conquistou a segunda vitória em 4 saídas. Irmão materno do ganhador de G1 – exportado para Hong Kong – Jadir, Lamartine completou a distância no tempo de 1:38.86.

Mais notícias

Uruguai: Aero Trem e Gucci Girl, estrelas de uma data histórica para a criação brasileira

Com 100% de aproveitamento nas provas clássicas do dia, em Maroñas, brasileiros dominaram a sequência das tríplices coroas, sem prejuízo das vitórias obtidas por Etranger e Holy Legal.

Ler na íntegra

Halston: vitória de craque no Derby Paulista

Filho do nacional Setembro Chove rendeu o segundo troféu da prova ao Haras Cifra.

Ler na íntegra

Europa: reaparecimento vitorioso de Caravaggio e G1 de Ribchester foram os destaques

Provas disputadas entre Inglaterra e Irlanda estiveram em voga no fim de semana do turfe europeu

Ler na íntegra