01 maio 2020 | 19:38:43

Em atropelada fulminante, Izzi Bizzi vence o GP Pres. José de Souza Queiroz (G2)

Potro de Black Opal Stud assumiu a liderança da geração.


Izzi Bizzi (por fora) venceu, em final emocionante.

Imagem: Porfírio Menezes/Divulgação JCSP

Derradeiro embate clássico desta sexta-feira (1/5), em Cidade Jardim, o Grande Prêmio Presidente José de Souza Queiroz (G2), em 1.400m na pista de grama (leve), para produtos de 2 anos, foi vencido, em atropelada fulminante, por Izzi Bizzi, filho de Put It Back e Lizzy Girl (Lode), de criação do Haras Santa Maria de Araras e propriedade de Black Opal Stud.

Oscar Winner assumiu a dianteira, após o pique de partida. Zabar’s, pela cerca, e Unique Experience, mais aberto, disputavam o segundo posto. Full do Jaguarete era o quarto e Izzi Bizzi, que havia largado mal, emplacava corrida de recuperação na oitava e última colocação.

Abordada a reta final, Zabar’s aproveitou-se do espaço deixado por Oscar Winner, pela baliza um, para avançar. Na seta dos 400 finais, Zabar’s assumiu a ponta, enquanto Izzi Bizzi, a meio de raia, dava início a seu arremate.

Com ação avassaladora, sob o comando de Muriel da Silva Machado, Izzi Bizzi alcançou o disco de sentença com meia cabeça de vantagem sobre Zabar’s. Oscar Winner, bastante próximo, foi o terceiro. Latino Outlaw foi o quarto e Jobster o quinto.

A seguir, Full do Jaguarete, Najar Do Iguassu e Unique Experience.

Treinado por Bruno Alexandre, Izzi Bizzi obteve a segunda vitória em 2 saídas. No batismo clássico, o novo líder assinalou 1:21.96, com finais de 22.61 e 11.36.

Mais notícias

Bloody Mary e Lah Lah Lah empatam no Clássico Antônio Carlos Amorim (L)

Chegada escamada marcou a prova central, da jornada de domingo, na Gávea.

Longines World’s Best Racehorse Ranking: Winx e Cracksman empatados no 1º lugar

Ranking organizado pela Federação Internacional de Autoridades Hípicas (IFHA) elenca os maiores ratings da temporada.

Curitiba: Kopenhagen levanta a Pegasus Brasil

Potro do Haras Springfield resistiu a Domaine Carrillon, em final de emoção.