04 jul 2020 | 17:43:00

Mañana Poderosa atropela com sucesso para conquistar batismo clássico

Tordilho do Haras Tuta foi o melhor no Clássico Conselheiro Antonio da Silva Prado (L).

Fernando Larroque vibra com a vitória de Mañana Poderosa

Imagem: Porfírio Menezes/Divulgação JCSP

Principal embate deste sábado (4), em Cidade Jardim, o Clássico Conselheiro Antonio da Silva Prado (L), em 2.400m na pista de grama (leve, com 5m de cerca móvel), teve em Mañana Poderosa, 5 anos, filho de T. H. Approval e Diva Poderosa (Revê Doré), de criação do Haras Phillipson e propriedade do Haras Tuta, o seu ganhador.

Trem Bala forçou em busca da ponta, após a partida. Bien Sureño era o segundo e Filho de Campeão o terceiro, na passagem inaugural do pelotão, pelo disco. Salazar corria em quarto, enquanto Olympic Jack disputava o quinto com Mañana Poderosa.

Na segunda metade da reta oposta, Filho de Campeão forçou, pela cerca, assumindo a dianteira. Abordado o tiro direto, Trem Bala voltou a carga para cima de Filho de Campeão, retomando a primeira colocação. Na altura dos 300 finais, contudo, não houve quem resistisse à atropelada de Mañana Poderosa.

Conduzido pelo campeão da estatística, Fernando Larroque, o tordilho tomou, de golpe, a primeira colocação, rumando, em seguida, para o disco. Derrotou Filho de Campeão por 1 corpo e ¾. Trem Bala foi o terceiro, com Salazar e Master Tiko completando o placar. A seguir, Paper Plane, Aragano, Olympic Jack e Bien Sureño.

Treinado por Sebastião Leite, Mañana Poderosa obteve a quarta vitória (primeira clássica) em 24 saídas. Tempo de 2:28.47, com finais de 24.73 e 12.37.

Mais notícias

Prova Especial Indian Chris é de Menina Veneno

Potranca do Haras Figueira do Lago levou a melhor entre as potrancas.

Ler na íntegra

Especial Leilão da Criação Nacional: Stud Quintella

Poker Face: "gema" da criação do Stud Quintella, filho de Wild Event atualmente serve à coudelaria na reprodução Imagem: Gérson Martins Paixão de amigos. Paixão de pai, para filho. Assim Antonio Landim Meirelles Quintella deu seus primeiros passos no turfe, há mais de quatro décadas. De lá para cá, o gosto pela atividade fez da farda negra, com costuras e... [continua ]

Ler na íntegra

Pedigree & Black Type: os Ganhadores Clássicos no Brasil – 9ª Edição

Nesta edição: Karol King, Royal Forestry e Le Courtier.

Ler na íntegra