08 jun 2017 | 20:38:46

Venâncio e No Regrets: prontos para fazer história (mais uma vez)

Treinador está a uma vitória de igualar o lendário Ernani de Freitas. A potranca poderá se tornar a primeira tríplice coroada a vencer o GP Brasil.

Com No Regrets, Venâncio poderá vencer seu sexto GP Brasil

Imagem: Sylvio Rondinelli

A poucos dias da realização do Grande Prêmio Brasil 2017, turfistas encontram-se em polvorosa. A agitação, típica da principal corrida do calendário, empolga aficionados de todos os cantos do país.

Não bastasse a intimidade com troféus, Venâncio Nahid mostra-se predestinado quando se trata do GP Brasil. Detentor de 5 vitórias (Flying Finn, Velodrome, Jeune-Turc, Barolo e My Cherie Amour) na competição, Nahid está a uma vitória de igualar o treinador recordista em conquistas no páreo: Ernani de Freitas. Para alcançar a sexta vitória, Nahid abriga trunfo dos mais especiais e que, a exemplo de seu treinador, está na iminência de fazer história. Líder inconteste dentre as fêmeas da geração 2013 no Brasil, No Regrets poderá tornar-se a primeira tríplice coroada a vencer o GP Brasil.

“Quando penso em tudo isso, me sinto, sinceramente, privilegiado. Primeiramente porque sem cavalo você não vai a lugar algum. Felizmente venho contando com animais de excelente qualidade, a exemplo da No Regrets. Depois, pelo fato de que sou apenas uma peça de uma grande equipe, à qual devo muito. Cavalariços, galopadores, segundos gerentes e veterinários de enorme talento, que colaboram tanto quanto, ou até mesmo mais que eu, para o sucesso dos animais. O centro de treinamentos me dá tudo que eu preciso em termos de estrutura para treinar um cavalo. Por fim, os proprietários me fornecem matéria prima, e ótimas condições, para que eu possa exercer minha profissão”, responde Nahid quando indagado sobre sua chance de igualar os 6 troféus do lendário treinador dos Haras São José & Expedictus.

Na hipótese de cruzar o disco em primeiro, No Regrets irá contribuir, ainda, para outra ocorrência histórica no retrospecto do GP Brasil. Sua mãe, Buy Me Love (Jules), também genitora do atual ganhador do páreo, My Cherie Amour (Fluke), candidata-se ao posto de primeira matriz a revelar dois vencedores distintos do GP Brasil. Para que tantos feitos tornem-se realidade, porém, No Regrets precisará deixar para trás lote seleto. Nesse contexto, o experiente profissional prega respeito aos adversários sem, todavia, diminuir as qualidades de sua pensionista.

“No Regrets já mostrou o quanto corre e do que é capaz. Além do mais, segue em excelente forma. Logicamente espero uma grande corrida por parte dela. Por outro lado, tenho plena consciência de que não será fácil para ela encarar os machos, animais mais velhos etc. A própria Daffy Girl é outra égua de um nível altíssimo que considero grande rival para domingo. Enfim, prefiro até mesmo não me estender sobre o nome deste, ou daquele, cavalo, porque enxergo vários ali com possibilidades. Poderia cometer uma injustiça nesse sentido.”

Ganhadora do GP Zélia Gonzaga Peixoto de Castro (gr.I) no último dia 9 de abril, No Regrets não mais competiu, desde então. Nos comentários sobre o páreo, há sugestões no sentido de que a corredora do Haras Doce Vale poderia sentir a falta de uma corrida, em virtude de não ter participado da prova preparatória. Questionado acerca disso, o treinador refuta a “tese” por completo.

“Antes de ganhar o GP Henrique Possolo, em fevereiro, No Regrets havia corrido, pela última vez, em novembro do ano passado. Ou seja, ficou quase 3 meses sem correr. Isso não lhe trouxe prejuízo nenhum. Entendo que esse descanso para ela foi, antes de mais nada, uma necessidade e não capricho. Para correr uma tríplice coroa, todos sabem que o animal é submetido a um cronograma extremamente rigoroso de treinamentos e competições. A cada 4 semanas, praticamente, há um novo desafio, numa distância cada vez maior. Afirmo que esse intervalo fez muito para a No Regrets. Ela segue para o GP Brasil no auge de sua forma”.

Sem prejuízo de suas incontestes virtudes, No Regrets vem encontrando nas conduções do jovem Wesley da Silva Cardoso um porto seguro para suas vitórias. Piloto do já citado My Cherie Amour em 2016, o bridão ganha fartos elogios de Nahid. O treinador, todavia, mostra-se bastante comedido quanto às ordens ao jóquei, para a condução de No Regrets.

“Ele é um rapaz talentoso, calmo e que obedece tudo aquilo que lhe pedem nas conduções dos cavalos. Ainda assim, evito falar muito, ou tentar passar muitas instruções ao jóquei, principalmente antes de um páreo desses. Falar demais é o tipo da coisa que costuma muito mais confundir o piloto, do que ajudar. No caso específico da No Regrets, o W. S. Cardoso a conhece melhor do que ninguém. Logo, não tenho grandes preocupações quanto à ordem a ser passada.”

Sem prejuízo do lume em torno de No Regrets, Nahid conta, ainda, com outras interessantes inscrições no festival do GP Brasil. À exceção do GP Major Suckow (gr.I), as cocheiras do treinador estarão representadas nas outras 3 corridas de G1 do meeting.

“No sábado, Mud Pie correrá o GP Roberto e Nelson Grimaldi Seabra. Na preparatória rendeu menos do que o esperado. Não arrematou com a disposição que pensei que teria. Por isso, foi alterada alguma coisa aqui, outra ali, no seu treinamento, aguardando grande atuação. No Criterium dos potros vamos com 3 animais: Juan Manuel Fangio, Or Noir e Ganzá. Juan Manuel Fangio, muito embora perdedor, com um pouco mais de sorte na reta poderia ter vencido, de cara, o G2 em sua última corrida. Or Noir, outro que ainda não possui vitória, fez uma estreia bastante aceitável, em nossa opinião, diretamente numa prova de G3. Por mais que possa lhe faltar experiência, optei por lhe dar a chance de correr este páreo, acreditando que irá atuar bem, pois possui categoria para tanto. Ganzá é um potro que nunca impressionou em trabalhos, mas venceu dando muita vantagem ao se atirar para dentro na reta de chegada. Busquei corrigir essa balda para o compromisso de domingo. Por fim, Kaxinguelê na Milha Internacional. Trata-se de um potro que tenho em ótima conta, e que somente perdeu quando competiu na areia, num dia em que teria sido retirado não houvesse a mudança de pista acontecido em cima da hora. Vai correr muito”, arremata.

Mais notícias

Copa ABCPCC Regional (L): inscrições se encerram na sexta-feira (13/7)

Programada para o dia 27 de julho, em Porto Alegre, prova será disputada por produtos da geração 2015. Expectativa de dotação corresponde à faixa de R$ 80 mil.

Ler na íntegra

Nesta segunda-feira (31), encerramento das inscrições, com valores originais, para o Turfe Gaúcho

Inscrições realizadas a partir de 1º setembro sofrerão acréscimo de preço.

Ler na íntegra

GP Longines Latinoamericano: doze animais têm inscrições ratificadas

Prova programada para o dia 11 de março, em Maroñas, recebeu a confirmação de doze inscritos. Fitzgerald, Leão de Prata e Olympic Harvard representarão a criação brasileira.

Ler na íntegra