Banner Haras Regina Topo
10 maio 2019 | 14:09:03

Xonado e Art Dollar: brilham os garanhões nacionais na nova geração em Curitiba

Produtos de Skypilot e Billion Dollar venceram listed races na capital paranaense.

Xonado resistiu aos avanços de King Three.

Imagem: Erick Cunha/Divulgação JCP

Na jornada realizada na quinta-feira (9), em Curitiba/PR, a geração 2016 viveu momentos importantes no desenrolar de seu calendário. Neles, prevaleceu a figura do garanhão nacional.

Produtos de 2 anos disputaram o Clássico Associação Brasileira dos Criadores e Proprietários do Cavalo de Corrida (L), em 1.400m na pista de areia. Vitória de Xonado, filho de Skypilot e Largess (Feijão Preto), de criação e propriedade do Haras Free Way.

Tomando a ponta logo após a largada, Xonado tinha, no seu encalço, Mestre do Iguassu (Glória de Campeão) e Kopenhagen (Midshipman). Logo nos primeiros lances da reta final, Xonado desvencilhou-se de ambos, ao passo que King Three (Salto), em rápidos galões, assumiu o segundo posto e passou a carregar sobre o ponteiro.

Com Vicente Paiva trazendo-o a “canto chorado”, até o espelho, Xonado derrotou King Three por pescoço. Mestre do Iguassu (2) foi o terceiro, finalizando Kopenhagen (9 e ¼) e Olympic Jack (por Agnes Gold, 24 e ¼) no complemento do marcador.

Treinado por Marcos Decki, Xonado conquistou a segunda vitória (primeira clássica) em 4 saídas produzidas entre Curitiba e Rio de Janeiro. Tempo de 1:29.90.

Já no embate reservado às potrancas de 2 anos, a estreante Art Dollar, pertencente à primeira geração de Billion Dollar – na matriz Ziti Fighter (Irish Fighter) – de criação do Haras Centro Cerra e propriedade do Stud Ajato, conquistou o Clássico Alô Ticoulat Guimarães (L), em 1.400m na raia de areia.

Art Dollar tratou dos papéis logo após a partida, tomando a ponta. Rahffes (Agnes Gold) corria em segundo, com Kate Flying (Midshipman) e Kawaii Runner (Midshipman) disputando a Terceira colocação.

Colocada para correr, por Marcos Ribeiro, no tiro direto, Art Dollar manteve o bom ritmo na dianteira, não dando qualquer chance, de aproximação, a Rhaffes. Em vitória firme, derrotou a filha de Agnes Gold por 2 corpos e ¾. Kate Flying (10 e ¼) foi a terceira. Depois, Nala (por Setembro Chove, 20) e Kawaii Runner (21 e ½).

Recebendo treinamento de D. Gonçalves, Art Dollar assinalou 1:29.30 para a distância.

Mais notícias

No Regrets e outros 17 pagam o added do Grande Prêmio Brasil 2017

Prova máxima do turfe brasileiro recebeu o maior número de inscrições dentre as 5 corridas de G1 componentes do festival.

Ler na íntegra

Zuzu Bem confirma favoritismo e vence com folga o GP Presidente Hernani Azevedo Silva

Em evolução, corredora do Haras Old Friends produziu atuação de superioridade.

Ler na íntegra

El Bacan conquista batismo clássico em Cidade Jardim

Arenático do Stud Parente Sobral venceu, com facilidade, o Clássico Presidente João Tobias de Aguiar – RFR/Perfimax (L).

Ler na íntegra